Edmar dos Santos Pedrosa[1]

RESUMO

A Bíblia apresenta muitas histórias em forma de dramaturgias em seus textos narrativos. Narram fatos da vida real com personagens, emoções, atitudes e consequências que estas trouxeram a eles e aos outros a sua volta. A traição não é incomum de ser mostrada nas páginas bíblicas e, às vezes, é apresentada com riquezas de detalhes que chegam a impressionar, mostrando assim, que Deus trata com pessoas e não faz questão de esconder suas falhas e fragilidades de caráter. Com relação a Aitofel e seu amigo Davi foi exatamente isso que aconteceu. Contudo, a narrativa deixou uma dúvida intrigante no texto: o que teria levado um amigo tão fiel a trair o outro e a Deus? Talvez uma traição anterior tenha sido o motivador daquela triste ação ou mesmo uma emoção muito forte e “incontrolável”, motivada por sentimento passional. Uma ou outra pode tentar explicar aquela traição que destruiu, não só a amizade verdadeira entre ambos, mas também muitas vidas inocentes desnecessariamente. Desta forma, a traição pode ser compreendida, perdoada e até explicada, como naquele caso, mas nunca justificada.

PALAVRAS CHAVE: Traição, Amizade, Remorso, Vingança.

ABSTRACT

The Bible presents many stories in its narrative texts. The texts narrate real-life facts with characters, emotions, attitudes, and consequences they brought to them and others around them. Betrayal is not uncommon to be shown on the biblical pages and  sometimes it is presented with details which is impressive, thus showing that God deals with people and makes no attempt to hide their flaws and weaknesses character. As for Ahithophel and his friend David, that’s exactly what happened. However, the narrative left an intriguing doubt in the text: what would have led a friend so faithful to betray the other and God? Perhaps a previous betrayal was the motivation of that sad action or even a very strong and “uncontrollable” emotion, motivated by passionate feeling. Either one may try to explain that betrayal that destroyed not only the true friendship between them but also many unnecessarily innocent lives. In this way, betrayal can be understood, forgiven and even explained, as in that case, but never justified.

KEYWORDS: Betrayal, Friendship, Remorse, Revenge


[1] Graduado em Ciências Policiais e de Segurança Pública pela Academia de Polícia Militar do Barro Branco (2002), Bacharel em Direito pela Universidade Salesiana de Campinas (1998), Graduado em Teologia pela Faculdade Teológica Batista de Campinas (2013) e Mestre em Teologia pela Faculdade Batista do Paraná (2016), Doutorando em Tocoginecologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. Professor de Novo Testamento na Faculdade Batista de Campinas.

A-TRAICAO-DE-AITOFEL